O Pantanal Brasileiro!

O paraíso brasileiro

Você já parou para julgar no quanto que você conhece do nosso país? O Brasil é um país mastodôntico, copioso em sua diversidade e culturas regionais, há bastante o que saber e se maravilhar, e um dos locais mais incríveis que você será capaz de saber em nosso país é o Pantanal.

O Pantanal é um lugar delicioso com fauna e flora únicos que surpreendem por sua beleza e variedade. E o Pantanal Mato-grossense, pode ser uma excelente escolha para você sondar o que nosso país nos oferece de mais belo.

Conheça um pouco mais do nosso Pantanal Mato-grossense:

Pantanal Mato-grossense

O Pantanal Mato-grossense compreende o sudoeste do Capoeira Vultoso, o oeste do Capoeira Vultoso do Sul, e uma parte do Paraguai e Bolívia, é considerada a maior pampa de inundação do mundo! Situado em uma região de supremo índice pluviométrico, ou seja, chove muito permitindo dessa maneira a estrumação do solo com uma mão de húmus idealizado por ossada de animais e verdura. A época de aluvião dos rios e maior peneira, acontece entre os meses de novembro a abril.

Vida assombroso no Pantanal

Durante do Pantanal é possível obter uma variedade fantástico de mamíferos, anfíbios, répteis e aves. Os jacarés são um dos principais animais deste localidade, e exercem uma ofício bastante fundamental no holocenose, eles são responsáveis pelo controle na porção de peixes, até mesmo piranhas bastante comuns nesta região.

Por causa de à fartura de alimentos, é possível obter uma ótima porção de animais provenientes do obstruído. Conheça alguns dos animais mais comuns na região:

Mamíferos: capivaras, veados, lobo-guará, porco-do-mato, macaco-prego, tapado, tamanduá, bicho-preguiça, cervo-do-pantanal, quati, suçuarana, tatu e a tão admirada onça-pintada.

Répteis: jibóia, sicuri, cobra-d’ água, papavento, jabuti, jabuti, jacaré-de-papo-amarelo.

Peixes: pacu, dourado, caracterizado, curimbatá, jaú, piau, meretriz, cachara.

Aves: tuiuiú, arara-azul-grande, tucano, periquito, garça-branca, beija-flor, gavião, maritaca, jaburu, socó, seriema, ema.

A Flora

Assim como na vida assombroso, a bonança de variedade se repete no momento em que falamos da sua flora, são muitas espécies de árvores, adiado, frutos e ervas. Nas regiões mais altas do Pantanal, podemos obter árvores de grande peso, por exemplo ipês, figueiras, aroeiras.

Já nas planícies encontramos uma verde gramínea, nas intermediárias encontra-se a verde pernada e pequenos arbustos.

Turismo no Pantanal – O que realizar?

Passeios de Nave

Ir ao Pantanal e não realizar um volta de nave, é o mesmo que ir ao litoral e não tomar um banho de derramamento. Há várias opções de passeios, de barcos luxuosos a barcos à remo. Os pantaneiros que realizam tais passeios são grandes conhecedores da região, e possui olhos treinados para obter animais como aves e jacarés. Assistir ao por do luz enquanto navega no rio, com certeza é uma experiência fantástica! É possível admitir este tipo volta em hotéis.

Focagem noturna

A focagem noturna é um dos passeios mais comuns no Pantanal, e pode ser feita de nave ou automóvel. Como vários animais contem práticas noturnos, a única maneira de observá-los é visitando o seu ambiente no tempo da noite. Alguns dos animais que você será capaz de obter na focagem noturna são: jacarés, lobos e a famosa corajoso pintada.

Cavalgada

Ao longo o tempo de seca, um dos principais passeios consiste na cavalgada na região. Ao longo o volta é possível observar de próximo a fauna e a flora local, e similarmente saber uma das mais extensas criações de rebanho do país.

Pesquisa esportiva

Perceber no Pantanal com certeza é o grande sonho dos admiradores dessa exercício, mesmo para aqueles que não estão acostumados à pesquisa, estar à beira de um nave nas águas pantaneiras, constantemente será uma experiência comovente, com a eventualidade de saber uma grande variedade de peixes que apenas são capazes de ser vistos na região.

Desbravando a Transpantaneira

A Transpantaneira tem 145 km de terra batida, com fartura de fauna e flora para todos os lados, o que a torna um verdadeiro paraíso para os amantes da classe. A meio foi fabricada na dez de 70, época do milagre barato, porém perdeu sua essencial ofício que era se reintegrar uma rodovia.

Você irá se maravilhar com a diversidade de animais e ervas que irá obter pelo percurso, seja desbravando o passagem inteiro, ou percorrendo alguns trechos, a experiência é enriquecedora, e renderá belas fotos e várias recordações.

Depois de saber essa terra tão propícia, com cultura forte e culinária deliciosa, você com certeza irá voltar mais vezes, uma vez que a cada volta constantemente terá uma nova experiência, um novo olhar. São momentos para provocar na memória para a vida inteira, paisagens incríveis que farão você se desligar totalmente da sua cotidiano de município grande, e exercitar a estranhar a classe e parcimônia que apenas o Pantanal será capaz de te proporcionar.

Melhores Destinos de Viagem na América do Sul

Melhores Destinos para Viajar no Brasil

 

 

Melhores Destinos de Viagem na América do Sul

Adotar a América do Sul como destino da próxima viagem é garantia de obter lugares fascinantes. De praias a lugares desertos, de ilhas a cidades históricas passando lugares incríveis e sítios arqueológicos de valia histórica , não faltarão opções para férias inesquecíveis viajando sozinho ou com a família.

Veja a seguir destinos baratos na América do Sul para montar seu regimento:

Viagens América do Sul

Machu Picchu (Peru)

Acervo Mundial da UNESCO e essencial atração turística do Peru, Machu Picchu não pode iludir na listagem de melhores destinos na América do Sul. A “ município meretriz dos Incas”, de 2.400 metros de altura, é repleta de história e ascetismo. Os aventureiros são capazes de deparar a lendária Norma Inca, adentrando selvas e montanhas por diversos dias; ou optar por ônibus ou trem, para que pessoas não estiver com excelente preparo físico para deparar as várias subidas e descidas do complexo.

Baños (Equador)

A jovem Baños de Agua Santa ( ou apenas Baños), na região de Tungurahua, é destino imperdível para que pessoas procura de empreendimento e linda classe no Equador. É conhecida como o “Portão para a Amazônia”, por encontrar-se às margens do rio Pastaza, na salva do rio Amazonas. Além de estar cercada por 3 vulcões e ter fontes hidrotermais de água mineral, Baños é famosa similarmente pela “La Casa del Arbol”, a casa na veio no qual encontra-se o conhecido “ remelexo do fim do mundo ” – definitivamente um dos melhores destinos para na América do Sul para ser visitado.

Las Lajas (Colômbia)

O que era um local de culto e devaneio acabou se transformando em uma das principais atrações turísticas da América do Sul. O Ádito de Las Lajas, no sul da Colômbia, é proprietário de um perspectiva de extrema beleza, seja por sua construção, seja pelo perspectiva natural no qual está enfiado. A elegante igreja de pedra de 50 metros de altura encontra-se localizada no cânion do rio Guaitara, no município de Ipiales, rodeada por várias cachoeiras e com uma bonança de detalhes maravilhosos, que incluem arcos, mosaicos, torres e paredes de pedra natural.

Ilhas Uros (Peru/Bolívia)

No lendário Lagoa Titicaca, o maior da América do Sul em volume, estão as da mesma maneira místicas Ilhas Uros. São ilhas artificiais sobre as águas do lagoa, que os nativos bolivianos e peruanos construíram para morar a partir de a era pré-colombiana. As Uros são erguidas à base de totoras e é preciso constante trabalho de preservação para certificar-se a flutuabilidade. Nas tais ilhotas, os habitantes pescam e caçam pássaros e, evidente, recebem os turistas de membro abertos. Baixo esforço de vida reunido a uma cultura clássico tornam as Ilhas Uros um dos destinos baratos na América do Sul que não podem iludir em sua listagem de viagens!

Torres del Paine (Chile)

Nenhuma viagem América do Sul estaria completa sem uma passagem pelo espetacular Jardim das Torres del Paine. Situado na região de Magalhães, ao sul da Patagônia acicate, foi estabelecido da dez de 1950 e posto Reservo da Biosfera pela UNESCO em 1978. São 242.000 hectares de setor silvícola, repletos de montanhas, geleiras, lagos e campos. As atividades por lá incluem trekking, escalada em pedra, caiaque nos rios, cavalgadas, passada às geleiras.

Salar de Uyuni (Bolívia)

imagine um visual com terra plana e lustroso de sal seco e aluvião de pequenas ilhas à volta. O Salar de Uyuni parece surtido de um filme de invenção científica, porém é tangível! Com setor equipotente ao massa das Bahamas, a pampa encontra-se juntamente ao plenitude das montanhas dos Andes, a 3.656 metros acima do nível do derramamento. Na época de chuvas ( entre dezembro e abril ), forma-se um dos maiores espelhos do mundo, criando uma ilusão de imagens e garantindo imagens sensacionais. Já pensou em saber esse lindo lugar na América do Sul?

Ushuaia (Argentina)

Dentre lugares para divagar América do Sul, a Terra do Fogo, na Patagônia argentina, está entre os preferidos dos aventureiros. Ushuaia é considerada a município mais antártico do mundo e acesso de chegada para a Antártida. Sua localização em meio às secundinas montanhas da Cordilheira dos Andes, geleiras e o extensão é prato provido para os fãs de esportes de idade. Realmente compensa similarmente passear no Trem do Fim do Mundo que leva os passageiros por entre lindos bosques nevados até o Jardim Nacional Tierra del Fuego, na divisa com o Chile.

Paramaribo (Suriname)

Aqui tendes uma escolha pouco comum porém muito rendoso para dizer-se na listagem de viagens baratas América do Sul. Paramaribo, capital do Suriname, possui uma rica construção colonial e uma feiticeiro variedade étnica. Jovem – pouco mais de 250 mil gente – porém aluvião de graça, a município ostenta apontamento de muitas culturas que colonizaram a município (indianos, indígenas, javaneses, africanos e holandeses) e um centro histórico tombado como Acervo da Bondade pela UNESCO.

Corda Polonio (Uruguai)

Daqueles destinos na América do Sul perfeitos para relaxar e descansar por completo. No balneário de Corda Polonio, a 260 km de Montevidéu, não há asfalto, internet ou força elétrica ( apesar de que vários estabelecimentos possuam genitor próprio ). O acesso pode ser um pouco exclusivo ( frequentemente chega-se a corcel ou 4×4), porém a visual de praias quase desertas, enormes dunas e leões marinhos nas ilhas da encosto vão realizar qualquer hóspede esquecer de modernidades supérfluas.

El Calafate (Argentina)

No momentoso sul argênteo, o encantador casal de El Calafate conserva paisagens naturais encantadoras. Situado na região de Santa Cruz, o município é o ponto de ironia para surgir o renomado Jardim Nacional Los Glaciares. É lá que está o glaciar Ágil Baio, a maior geleira em área horizontal do mundo, considerada Acervo Natural da Bondade pela UNESCO.

Jardim Tayrona (Colômbia)

Com uma visual de 12 mil hectares de verde intocada, centenas de espécies de animais, praias de água cerúleo interessante e as gigantes montanhas da Serra Nevada de Santa Marta de fundo, o Jardim Nacional Natural Tayrona é constantemente considerado um dos lugares mais bonitos da Colômbia. Antecessor lar do burgo indígena Tairon, o local também preserva sítios arqueológicos, além de ter muitas opções de belas trilhas para realizar a pé ou a corcel.

Covoal de Páscoa (Chile)

No sul do Pacato está uma das ilhas mais místicas e visitadas do mundo: Rapa Nui ( ou Covoal de Páscoa) é, na verdade, a mais remota covoal habitada do mundo. São pouco de 6 mil moradores e paisagens de levar o bafo. Destaque, evidente, para as aproximadamente 900 estátuas gigantes Moais feitas de lava e medindo até 30 metros de altura. Aproveite similarmente as praias maravilhosas da encosto da Covoal e as diversas trilhas e expedições pelos famosos vulcões Rano Kau e Raraku.

Encarnación (Paraguai)

Famosa por seu alvoroço e pela praia, Encarnación – a terceira município mais fundamental do Paraguai – é, dessa forma, apelidada por vários locais de o “ novo Rio de Janeiro”. Os atrativos naturais e culturais desse fundamental polo comercial e industrial do país, incluem as ruínas das missões jesuíticas da Santíssima Terno do Paraná, de Jesus de Tavarangué (o único Acervo da Bondade pela UNESCO do Paraguai) e o edícula da Livre de Itacuá.

Melhores Destinos para Viajar no Brasil

Quais os melhores destinos do Brasil? Para identificar quais são os lugares para divagar mais procuradas entre os brasileiros, e similarmente entregar algumas dicas de viagem para que pessoas está buscando um próximo destino, montamos essa listagem com algumas informações para 2019.

A nossa listagem similarmente é baseada em outras divulgadas pelo mercado, como o Travelers’ Choice, publicado no site TripAdvisor, o prêmio O Melhor da Viagem e Turismo, as escolhas do julgamento reunido pela Penca de São Paulo ou a estudo dos destinos de sonhos realizada pelo ESTUDO DE MERCADO para o Skyscanner.

Destinos Brasil

Porém nossa listagem similarmente é baseada na preferência dos nossos leitores. Quais foram os destinos do Brasil mais acessados aqui no diário online? Quais os lugares para divagar mais procurados na internet? No Instagram do @viagenscine similarmente fizemos algumas perguntas para saber quais os lugares preferidos pelos nossos seguidores.

Fique relacionado por isso para os melhores destinos do Brasil para 2019. Será que você conhece todos? Encontra-se a orientação desses lugares incríveis, alguns clássicos do turismo brasileiro, enquanto mais evidencia intonso cada vez mais na preferência dos viajantes.

E não deixe de comentar no final desse post qual a sua preferência entre os melhores destinos do Brasil.

1 – São Miguel dos Milagres e o Litoral Norte de Alagoas

Embora de Maceió ser a capital do Estado, de no qual é possível realizar diversos passeios pelo litoral de Alagoas, nossa orientação é pedir um destino mais sossegado.

Maragogi é também mais famosa e um dos lugares para divagar mais procurados de Alagoas. É um dos destinos que entra em diversas listas dos melhores do Brasil e similarmente intitulado de Caribe Brasileiro. Porém como você precisa imaginar, Maragogi também não é sua resposta para um destino mais sossegado e íntimo.

O litoral norte de Alagoas reservo algumas praias paradisíacas, no percurso entre Maceió e Maragogi. A meio é conhecida como Rota Ecológica. Japaratinga e São Miguel dos Milagres são 2 dos destinos em alta nessa região. Japaratinga encontra-se próximo a Maragogi ( cerca de 20 minutos de automóvel ) e também possui piscinas naturais e belíssimas praias. A proveito é que algumas delas são desertas.

Porém se a sua ideia de viagem excelente está associada a também mais de intimidade, São Miguel dos Milagres é a melhor escolha. O turismo local apostou em pousadas charmosas e pé na cálculo, convicções para casais.

  • Pontos Positivos: As praias contem águas tranquilas e mornas, daquele jeitinho que todo mundo sonha. Dessa forma, a região é conhecida como Caribe Brasileiro.
  • Pontos Negativos: É fundamental surgir a região na época da humor baixa. Na humor alta, ótima parte do delícia das praias e de suas piscinas naturais encontra-se prejudicada.

Dicas de Viagem

  • Como Alcançar: A melhor escolha é alugar um automóvel, já que não há escolha de transporte público em alguns destinos da região.
  • No qual Ficar: Há diversas opções de pousadas charmosas em São Miguel dos Milagres. Nós ficamos na Domicílio Praia Bonita, que é uma escolha bem econômica, porém caso esteja buscando uma domicílio pé na cálculo, recomendamos a charmosa Domicílio da Amendoeira. Dê uma olhadinha similarmente na Domicílio do Alto, em Japaratinga. A piscina com volta infinita é famoso.
  • Melhor Época: Outubro, Novembro, Dezembro e Janeiro são os melhores meses. O estio é no momento em que o derramamento está mais especular e há menor autenticidade de chuvas. Os meses de Abril a Agosto costumam ser os mais chuvosos por lá.
  • Quanto Dias: 7 dias é o tempo ideal para sondar a região. Escolha uma ou duas bases no litoral norte, como em São Miguel dos Milagres, Japaratinga, Ninho de Pedras ou em Maragogi.
  • Qual o preço de: R$ 350,00/ dia por indivíduo. A pleito pelo litoral norte de Alagoas possui intonso bastante, o que pode exagerar muito as hospedagens. São Miguel dos Milagres é no qual você pode obter preços mais caros. Japaratinga e Maragogi contem opções mais baratas ( média de gastos de R$ 250,00/ dia por indivíduo ).

2 – Jericoacoara (Jijoca de Jericoacoara), Ceará

A partir de a primeira vez que visitei Jericoacoara, em 1997, até a última vez em 2018, este lugar divino já mudou bastante. Por sorte, também faz parte do Jardim Nacional de Jericoacoara, o que protege as famosas ruas de cálculo no qual não podem globular carros ( apenas circulam os passeios de buggy).

Jeri ( para os íntimos ou para que pessoas possui dificuldade de emitir o nome abrangedor ) já foi considerada uma das praias mais bonitas do mundo. Na listagem do TripAdvisor, ela vem subindo no ranking entre os lugares para divagar. Em 2015, aparecia na sétima opinião, em 2016 pulou para a galardão de dureza e em 2018 se preserva no Top 10, na quarta opinião.

A glória ( e similarmente o movimento de visitantes) aumentou em seguida que foi aberto o Aeródromo Regional Cabeça Ariston Indivíduo, em Cruz, município que encontra-se bem mais próxima de Jericoacoara. Dessa forma, a distância de 4 horas a começar por Fortaleza diminuiu para pouco mais de 1 momento de viagem.

A duna do pôr do luz, um dos pontos turísticos mais famosos de Jericoacoara, vive lotada. Agora para levar uma imagem na Pedra Furada, você pode ter que deparar uma linha de 20 minutos. Porém como não possuir as incríveis paisagens e a vibe de Jeri? E todo mundo merece um pouco de relax nas redes da Brejo do Glória.

  • Pontos Positivos: Dentro de um jardim nacional, a região é também preservada e preserva aspectos rústicos, como ruas de cálculo e poucas construções. Por enquanto, também está certificado que quem passada Jeri encontre um destino divino.
  • Pontos Negativos: A dificuldade de acesso é um contratempo. Jeri está cercada de cálculo, por isso para alcançar apenas de jardineira ou com veículos 4×4. Os que se aventuram em ir com carros de volta, precisam deixá-los em estacionamentos na chegada da povoação

3 – Ninho de Galinhas, Ipojuca

Para que pessoas nos pede uma orientação de viagem no Nordeste, acabamos constantemente sendo um pouco repetitivos: Ninho de Galinhas é a resposta. O destino similarmente é um dos mais populares entre os brasileiros: na porção de pesquisas no Google, Ninho de Galinhas é um dos lugares para divagar que está constantemente no cume.

Ninho de Galinhas encontra-se no munícipio de Ipojuca, em Pernambuco. Combina possível acesso, ótima condições indispensáveis de uma economia avançada de hotéis e restaurantes, com praias paradisíacas ( Parede Alto, Maracaípe e a vizinha Praia dos Carneiros são os destaques). Até mesmo é um excelente destino para famílias com crianças, por conta do derramamento super sossegado em algumas dessas praias.

A grande atração são as famosas piscinas naturais de Ninho de Galinhas. Um volta de balsa até elas é um programa imperdível. Não deixe de admitir um fotógrafo e realizar um treinamento com os peixinhos. Vale super a pena e custa pouco que você imagina. Para os mais econômicos, efetua até para ir caminhando até as piscinas.

  • Pontos Positivos: A hotelaria e gastronomia de Ninho de Galinhas cresceu bastante nos últimos anos e proporciona aos visitantes uma ótima conciliação de condições indispensáveis de uma economia avançada e belezas naturais. De hotéis de luxo até pousadas econômicas, há opções para todos os gostos.
  • Pontos Negativos: O exagero de turistas incomoda um pouco nas praias ( especificamente a praia do centro ), por isso se puder evite a alta época. Veja similarmente a catálogo de marés: as piscinas naturais apenas ficam legais na humor baixa.

4 – Fernando de Noronha

É isolada e ábdito de alcançar? Para que pessoas não é de Escolho ou Natal, é necessário pegar 2 voos para alcançar no arquipélago. É cara? Não efetua para omitir, os preços em Noronha são bem puxados, tanto para hospedagens como para refeição, combustível e passeios. O itinerante também necessita juntar taxas de persistência.

Porém como resistir aos encantos naturais de Noronha? É lá que encontra-se a Baía do Sancho, já considerada pelo pelo pessoal como a praia mais linda do mundo ( em 2018 ela ficou na segunda opinião ). Fernando de Noronha ficou na primeira posto da estudo dos 10 destinos de sonhos do Brasil, realizada pelo site Skyscanner.

Além das notórias belezas naturais, todo mundo que viaja para Noronha entra no clima relax do lugar. A covoal é totalmente segura e os carros cedem lugar ao transporte realizado a partir de buggy. Pelo feito de ser uma covoal isolada do continente, o conceito de lugar divino ganha a sua mais excelente tradução.

  • Pontos Positivos: Surgir Fernando de Noronha é firmeza de saber algumas das praias mais bonitas do Brasil. E não estamos falando de uma ou duas, são diversas praias imperdíveis.
  • Pontos Negativos: O valor continua sendo o maior contratempo e muita gente argumenta que é mais moda divagar para o exterior que para Noronha. Se comparado com mais destinos nacionais, de fato o valor da viagem para Noronha encontra-se acima da média.

5 – Búzios e Região dos Lagos, RJ

A partir de a primeira vez que visitei Campanário do Corda, Búzios e Corda Frio, fiquei fascinado por estes 3 destinos. Também mais pela facilidade de alcançar, a começar por São Paulo ou Rio de Janeiro.

Campanário do Corda concentra algumas das mais perfeitas praias do Brasil, como as Prainhas do Pontal do Atalaia ou a Praia do Luz. O destino é um dos lugares nacionais conhecidos como Caribe Brasileiro, pela beleza e lisura de suas águas.

No estio e em feriados, não obstante, Campanário do Corda padece com o exagero de turistas. Em certos períodos, a município que possui 30 mil gente pode alcançar até 500 mil visitantes. A condições indispensáveis de uma economia avançada da município, nesses períodos, encontra-se fraca para reparar a pleito.

Por essas e outras, ainda que Campanário do Corda tenha as praias mais bonitas da Região dos Lagos, nossa preferência de cômodo encontra-se em Búzios ou Corda Frio.

Os melhores destinos conciliam não apenas as belezas naturais, porém uma ótima condições indispensáveis de uma economia avançada de cômodo, qualidade de serviços, bons passeios e ótimo gastronomia. E Búzios possui tudo isto. E pretende saber: ao contrário que todo mundo imagina, Búzios pode ser mais moda do que Campanário do Corda.

É desses destinos sofisticados e ao mesmo tempo despojados por serem na praia. Uma êxtase passear pela Rua das Pedras ou quem sabe sondar o lado B e as praias selvagens de Búzios. É um dos nossos destinos mais queridos no Brasil.

  • Pontos Positivos: Na região da Rua das Pedras e Ourela Bardot, o centrinho é cheio de restaurantes incríveis, de alta gastronomia. A Rua das Pedras é uma grande passarela para obter todo mundo que está aconchegado no município.
  • Pontos Negativos: Em termos de praia, Búzios encontra-se perdendo para a vizinha Campanário do Corda. Porém engana-se quem acha que não efetua para encontrar pequenos paraísos, como a Praia do Fornalha, a Praia da Ferradurinha ou a Praia da Azedinha.

 

Cinco fundamentos de praia ecológicos

Roupa de banho

Os consumidores do Reino Unido devem gastar 2,7 bilhões de libras em roupas de férias de verão neste ano, incluindo roupas de banho. A maior parte disso acabará em aterro sanitário – estima-se que 10 mil itens de vestuário sejam enviados para lá a cada cinco minutos no Reino Unido.

A reciclagem de têxteis ainda está em sua infância ( recyclenow.com , para bancos de tecidos locais), mas a compra de roupas de banho feitas de plástico reciclado ajuda a desviá-la dos aterros e economiza matéria-prima e energia usada na produção de tecidos virgens.

Bola de Cora - bola de lavanderia de captura de microfibra

O atum desleixado trabalha com pescadores no Mediterrâneo que recuperam resíduos de plástico, que então utiliza para criar calções de banho de plástico 100% reciclados (50 libras).

A Batoko utiliza apenas materiais reciclados, incluindo recipientes para alimentos e até mesmo tapetes antigos, para criar tecidos para seus trajes de banho (£ 50, júnior £ 25). Os biquínis Tide + Seekand Swimsuits (£ 65) são feitos usando apenas Repreve, um poliéster criado a partir de plástico 100% reciclado (principalmente garrafas), assim como os calções de banho da Riz Board Shorts (£ 98).

Swimwear sintético derrama microfibras de plástico quando lavado, o que pode acabar no oceano. Para combater isso, a bola de lavanderia de Cora Ball(£ 29,95) e a bolsa de lavagem Guppyfriend (£ 24) são projetadas para pegar as fibras; este último também reduz a perda de fibras e protege a roupa.

Protetor solar

Protetor solar Amazinc

A Marine Conservation Society (MCS) recomenda o uso de protetor solar marítimo para férias, onde quer que você esteja, já que certos produtos químicos podem prejudicar a vida marinha, incluindo criaturas encontradas em águas do Reino Unido.

“Lamentavelmente, os filtros solares demonstraram ter um impacto no ambiente marinho – não apenas nos recifes de coral, mas também em outros organismos marinhos”, disse o MCS. “A oxibenzona e o metoxicinamato de etilhexila (octinoxato) são particularmente prejudiciais, e a MCS recomenda evitar os filtros solares com esses ingredientes.”

As proibições de proteção solar contendo esses produtos químicos estão previstas na ilha de Palau no Pacífico (a partir de 2020), Havaí (2021) e Key West na Flórida (2021) e, embora não sejam proibidas no México, muitos cenotes e outros destinos turísticos pedem aos visitantes não usá-los.

Protetor solar é classificado como químico (absorve raios UV) ou mineral (cria uma camada no topo da pele para desviá-los). Os químicos, muitas vezes, exigem uma aplicação menos frequente e, ao contrário de alguns minerais, não deixam uma marca branca na pele. A Boots diz que seu protetor solar Suntan (a partir de 3,50 libras) não contém nem oxibenzona nem octinoxato, porque fornece “ ingredientes que protegem os ambientes em todo o mundo”.

A Amazinc tem um filtro solar mineral (a partir de £ 11), feito a partir de uma combinação de óxido de zinco, óxido de magnésio e lanolina, que vem em embalagens livres de plástico e sem desperdício. A chave para suas credenciais ecológicas é que ele não usa partículas nano-minerais, que podem prejudicar o meio ambiente. Também evita o dióxido de titânio por causa dos processos insustentáveis ​​de alta temperatura associados à sua produção como um filtro UV. Shade Cream faz protetor solar mineral natural usando quatro ingredientes: óxido de zinco, cera de abelha não refinada, manteiga de karité e óleo de coco (sendo os dois últimos 100% orgânicos certificados pela Soil Association). Ele também vem em uma banheira livre de plástico e não é testado em animais.

Oculos escuros

Óculos de sol de madeira selvagem

WR Yuma 3D-imprime seus óculos de sol de plástico reciclado encontrado nas margens dos canais em torno de Antuérpia. A empresa e a parceira Stormkop trabalham com crianças locais para coletar e limpar resíduos para projetos criativos, com o objetivo de ajudar a mudar as perspectivas sobre o valor dos resíduos. Parte do plástico é então triturada e derretida em filamentos de impressão 3D (tinta) e usada para imprimir óculos (a partir de £ 115).

Feitas à mão a partir de bambu sustentável, os óculos de sol Wear Panda (a partir de £ 69) têm um baixo impacto ambiental em comparação com a maioria dos tons de plástico. O bambu é durável, renovável e relativamente fácil de cultivar, sem necessidade de pesticidas ou fertilizantes. A empresa também trabalha com a Optometry Giving Sight, e para cada par vendido, alguém sem acesso a tratamento oftalmológico receberá um exame oftalmológico e um par de óculos graduados.

Outra iniciativa individual vem da Wildwood , que planta uma árvore para cada par de óculos de sol vendidos, para ajudar a combater o desmatamento. Cada par de óculos escuros feitos à mão, com molduras de madeira esculpidas (a partir de £ 69), leva o nome de uma espécie em extinção e vem em uma caixa de bambu natural.

Sandálias de dedo

Flip-flops Ethletic Rubb

o que quer que você os chame, eles são usados ​​por milhões de pessoas ao redor do mundo. A reciclagem de chinelos de plástico é difícil – algumas empresas os utilizam para criar novos produtos, como o OceanSole, no Quênia -, mas em grande parte acabam em aterros sanitários. A opção de longo prazo é comprar produtos feitos com materiais sustentáveis. A Ethletic usa materiais Fairtrade sustentáveis ​​para seus sandálias Rubb (£ 18), que são veganos e são feitos com 100% de borracha natural certificada pelo FSC de pequenas propriedades no Sri Lanka. Eles são fortes, leves e vêm em uma variedade de cores. Também produz Fair-flops (£ 22), usando a mesma borracha, com uma camada superior de lona de algodão orgânico.

Brothers We Stand criou flip-flops, fundindo partículas de borracha de pneus velhos, sem adesivos ou produtos químicos nocivos. Ele diz que o Ecoalf (R $ 35), que vem em preto, é o “primeiro flip-flop 100% reciclado”.

 

10 das melhores praias do Reino Unido

Em um verão quente, não há lugar melhor do que uma praia do Reino Unido – mas mesmo em climas mais típicos, essas praias oferecem passeios e vida selvagem, piqueniques e piscinas naturais.

Reserva natural de Murlough, Dundrum, Condado de Down

Uma rede de caminhos e passarelas cruza o sistema de dunas de 6.000 anos de idade levando aos extensos areais e à praia de cascalho. As dunas extraordinariamente altas têm quase seis quilômetros de comprimento e ficam do outro lado da cabeça da Dundrum Bay, com vista para as montanhas Mourne a uma curta distância. Há muito espaço aqui para se abrigar no mato, abrir um frasco e, no verão, observar borboletas e mariposas (mais de 620 espécies) e procurar lagartos. Selos comuns e cinzas também são visitantes frequentes.

Baía de Runswick, North Yorkshire

Uma confusão de chalés caiados de branco dá para uma onda de areia dourada e mar aberto nesta antiga vila de pesca de arenque. Uma baía abrigada entre Whitby e Staithes, é um destino popular para os praticantes de rock, caminhantes (é no Cleveland Way ) e caçadores de fósseis. Muitas das casas agora são casas de férias e se empoleiram umas nas outras, ligadas por caminhos e caminhos ao invés de ruas. O Royal Hotel, no coração da vila, oferece bolos caseiros e café ao lado de um menu de bar simples, mas saboroso e Black Sheep local amargo no projecto.
Fique Castle House (dorme seis, três noites a partir de £ 500) no topo da aldeia tem vistas deslumbrantes sobre a baía a partir de um assento na janela confortável.

Costa sul, ilha brownsea, dorset

Atingido pela balsa das margens endinheiradas dos bancos de areia, a Ilha de Brownsea é uma área de deserto seguro no porto de Poole. Famosa por sua população de esquilos vermelhos e como o local do primeiro acampamento Scout de Baden-Powell, sua mistura de bosques, charnecas, lagoas e lagoas combina com um dia de exploração e aventura. Do café e do centro de visitantes no cais, dirija-se à costa sul de seixos menos visitada. Coloque-se nos bancos arenosos que se alinham na praia e desfrute de vistas do porto até as colinas de Purbeck, na companhia de ostraceiros e ferreirinhas.
Hospede -se no Custom House da National Trust no cais (acomoda quatro, três noites a partir de £ 622) e oferece uma experiência imersiva em Brownsea.

Seacliff, East Lothian

Acessado através de uma estrada privada (com barreira controlada por moeda), esta praia perto de North Berwick, leva um pouco de descoberta. O esforço vale a pena: a grande extensão de areia da praia pontuada por afloramentos rochosos é emoldurada pelo contorno romântico do Tantallon Castle de um lado, e tem vista para o refúgio vulcânico que é Bass Rock. Cães são permitidos durante todo o ano e podem correr soltos. Um pequeno porto escavado na rocha por um laird local é considerado o menor da Escócia.
Fique Há uma vista para o mar da casa na praia em North Berwick (dorme 8 a partir de £ 820 por semana, pausas curtas de £ 120 por noite para dois).

Formby, Merseyside

Dias ensolarados vêem excursionistas entrando nos estacionamentos da praia de Formby. A maioria vem para ver os esquilos vermelhos na floresta de pinheiros ou para aquecer na praia próxima. No entanto, caminhe um pouco mais adiante e você será recompensado com espaço aberto e areia plana: perfeito para correr com uma pipa, soltar um cão e engolir ar fresco. As milhas de dunas e bosques que fazem fronteira com a praia saltam com sapos selvagens e outros animais selvagens.
Fique Camp em uma tenda do sino (acomoda dois adultos e até três filhos, a partir de £ 95 por noite) com a sua própria fogueira e deck na floresta na borda da fazenda trabalhando a meia hora de carro da praia de Formby.

Blakeney Point, Morston, Norfolk

Para a melhor chance de ver focas cinzentas, chegar a Blakeney Point de balsa ou reservar uma viagem de observação de focas com uma das empresas de balsa locais em Morston Quay. Os filhotes de foca cinzentos nascem durante o inverno e passam os meses mais quentes tomando sol nos bancos de areia ao redor do Point. Desembarque no final dos seis quilômetros de areia e cascalho para explorar seus habitats e habitantes raros, que incluem sanduíches, lontras e papoulas amarelas. Se estiver se sentindo enérgico, você pode “andar fora do ponto”, um vagabundo exigente, mas recompensador, ao longo da telha.
Fique The White Horse à beira do rio em Blakeney (suite familiar de £ 129 B & B), um pub Adnams com nove quartos.

Porth Nanven, vale do berço, Cornualha

No final de um vale a meia milha da cidade mais ocidental da Grã-Bretanha (St Just), Porth Nanven se sente distante e esquecida. Existe um parque de estacionamento perto da praia, mas é melhor caminhar ao longo do fluxo do vale Cot e olhar para lontras, sapos e os Cornish choughs no caminho. Construções industriais arruinadas, evidências de seu passado de mineração de estanho, estão por toda parte – esse lugar pacífico, uma vez atingido pela mecânica do processamento de estanho. A praia, que está em uma enseada abrigada, é conhecida por seus grandes blocos ovóides, conhecidos como “ovos de dinossauro”, embora algumas manchas de areia sejam reveladas na maré baixa.
Fique The Old Post House (dobra de £ 80 B & B) é um calmo e arejado B & B no centro de St Just.

Forelands, Bembridge, Ilha de Wight

A aldeia substancial de Bembridge tem três praias, cada uma com seu próprio caráter. Pebbly Forelands é alcançado através de uma estrada de via única, e se estende até Bembridge Ledge, uma cadeia de cascalho exposta na maré baixa, que é uma ameaça para os barcos, mas excelente para a pesca com uma rede de pesca de camarões. Pegue um sanduíche de caranguejo para levar com você no Beach Hut Beachside Bar e Seafood Kitchen , ou prepare um apetite e delicie-se com a lagosta local no Crab & Lobster Inn .
Fique The Spinnaker Houseboat (dorme seis, três noites a partir de £ 647,50, sete a partir de £ 925, classic.co.uk) olha para o porto Bembridge, com a sua comunidade de barcos e marina cheia de pequenas embarcações.

Penmon Point, Anglesey

Esta praia de cascalho é o lugar perfeito para parar e comer um sanduíche enquanto você caminha ao longo do caminho costeiro de Anglesey. A Ilha Puffin, ao estilo de Blyton, pode ser vista à distância, como pode, num dia claro, Snowdon e Great Orme. A única coisa que perturba a paz é a buzina triste do farol de Trywn Du. O Pilot House Cafe serve chás cremosos galeses em mesas ao ar livre. Uma curta caminhada para o interior é o mosteiro de St Seiriol e bem, o mais antigo edifício cristão no País de Gales, duas cruzes medievais e um pombal construído em 1600.
Fique Marian Farm , na vizinha Beaumaris (acomoda seis, a partir de £ 485 por semana), um século 18 quinta no caminho do litoral.

Baía de Kingsgate, Broadstairs, Kent

A falta de um estacionamento conveniente significa que Kingsgate Bay, entre Margate e Broadstairs, é mais silencioso do que outras praias na costa de Thanet. A uma curta caminhada do estacionamento na vizinha Joss Bay (popular entre os surfistas), no entanto, você será levado a esta enseada de areia protegida com suas cavernas do mar e pilhas de giz. Investigue blocos de giz caídos para fósseis (não lasque a face do penhasco) e você poderá encontrar um ou dois ouriços-do-mar fossilizados. Também é um lugar seguro para nadar e caiaque.
Stay The Botany Bay Hotel (quartos familiares de £ 80 B & B) tem alguns quartos para cães.

10 das melhores novas viagens de grupo para mulheres

Mulheres pioneiras no turismo

Quando a Intrepid lançou suas primeiras Expedições Femininas no ano passado – para o Irã, Jordânia e Marrocos – as turnês se tornaram algumas das mais populares dos 30 anos de história da empresa. Dentro de alguns meses, a Intrepid expandiu suas quatro partidas originais para 36. Este ano, está introduzindo mais quatro turnês – para o Quênia, Índia, Nepal e Turquia – onde as mulheres podem celebrar o festival Gangur em Rajasthan, compartilhar uma casa Na província da Capadócia, as refeições são feitas na Capadócia, passam um tempo com os refugiados sírios na Turquia e encontram-se com mulheres selvagens no Quênia, em uma viagem liderada pelo primeiro motorista de caminhão terrestre feminino da África Oriental. Os passeios são conduzidos por guias femininos e baseados em torno de interagir com mulheres locais em cada destino.

Village Ways há muito tempo apoia as mulheres através de seu turismo baseado na comunidade no sopé do Himalaia. Este ano, a sua viagem a Diwali, no santuário de vida selvagem de Binsar, no estado indiano de Uttarakhand, será apenas para mulheres. Liderados por uma guia feminina, o grupo passeará entre aldeias, testemunhando celebrações e participando de festividades representando a vitória da luz sobre as trevas. No caminho, os participantes terão uma visão da vida das mulheres locais.

Operador de aventura A nova gama de partidas guiadas exclusivamente para mulheres da Wilderness Scotland tem como objetivo introduzir mais mulheres em atividades ao ar livre dominadas por homens, como mountain bike e caiaque. Uma trilha de cinco dias de caiaque pelas ilhas de verão explora as ilhas desertas, as costas selvagens e as praias de areia branca do arquipélago, uma área rica em vida marinha. As noites são gastas acampando em praias e baías remotas.

Vista através do litoral de Tresco nas ilhas de Scilly.

Esta nova empresa atende viajantes solitários que estão ansiosos para viajar, mas “preocupados em ficar entediados ou comer sozinhos”. Organiza passeios rápidos, como finais de semana ativos no Lake District e Cornwall, para city breaks em Lisboa, Ljubljana, Berlim, Ghent e Istambul que misturam visitas guiadas com tempo para explorar individualmente, refeições em grupo e degustações de alimentos locais.

A REI, sediada nos EUA, é uma das principais empresas de varejo de equipamentos para atividades ao ar livre e de turismo, portanto talvez não seja nenhuma surpresa que ela tenha alguns dos melhores guias disponíveis no mundo . As mulheres que querem se aventurar além do caminho comum podem se inscrever para caminhadas intensas e escaladas alpinas, dos picos da Nova Zelândia até a costa da Baixa Califórnia do México. No entanto, a maioria das viagens da REI ocorre nos parques nacionais dos EUA e nas famosas trilhas do país, incluindo várias novas viagens para este ano, como uma viagem de quatro dias ao Grand Canyon e uma viagem de caiaque no litoral da Carolina do Sul.

O norte-americano Explorer Chick faz curas de viagens de aventura para mulheres. Novas excursões este ano incluem uma aventura multi-esportiva na Patagônia e caminhada entre as geleiras em Banff, no Canadá, e na Noruega. Essas aventuras não são baratas, mas opções mais acessíveis são as escapadas de fim de semana, como caminhadas e glamping nas Smoky Mountains, com caminhadas extenuantes seguidas de degustação de uísque na Tennessee Whiskey Trail. Para uma mistura de emoção e frio, experimente a viagem de oito dias à República Dominicana que oferece aulas de surfe, trapézio, ioga, canyoning em cascata e muito mais.

Por quase duas décadas, a organização Walking Women Holidays se especializou em excursões para mulheres que buscam aventura em todo o mundo. Cada um se concentra em caminhadas ou atividades, como a peregrinação ao longo do Camino de Santiago, na Espanha, esqui cross-country na Noruega ou safáris na Suazilândia. Novos passeios incluem uma excursão de seis dias pela Isles of Scilly, baseada principalmente em St Mary’s, com passeios de barco para as ilhas vizinhas, e uma viagem a Mallorca baseada em Pollenca, com caminhadas nas montanhas de Tramuntana.

Outra aventura escocesa, desta vez em terra. Especialista em mountain bike Go-Where’s Mountain Lassie: Fim de semana do Enduro Raid, você pedalará por trilhas no Tweed Valley, aprendendo como navegar em terrenos rochosos. Alternativamente, uma semana de viagem Royale leva os pilotos a áreas que ainda estão sob o radar para muitos ciclistas de montanha, cobrindo trilhas pouco conhecidas do Cairngorms, Deeside e Angus Glens.

A operadora especializada britânica Frontier Canada lançou sua primeira viagem só para mulheres, uma aventura de canoa em Yukon envolvendo oito dias de remo e acampamento, passando por relíquias da histórica corrida do ouro de 1898 e explorando assentamentos abandonados. A viagem de 12 dias começa em Whitehorse e termina na cidade de Dawson City.

40 das melhores praias da Europa

Os escritores de viagens escolhem suas praias favoritas para nadar, surfar, festejar, comer e simplesmente sair do Atlântico para o mar Egeu, do Reino Unido para a Turquia.

Espanha

É o Edifício Chrysler de praias: instantaneamente reconhecível, mas mesmo assim emocionante e emocionante. La Concha é a praia urbana mais bonita da Espanha: uma vieira de areia creme e águas cintilantes de safira com promontórios cobertos de florestas, uma ilha – Santa Clara – e um borbulhar de barcos. A orla marítima da belle époque remonta a dias de longas residências de verão, quando as crianças comiam separadamente e os hotéis eram luxuosamente acarpetados; mas a cidade de hoje é vibrante e legal. La Concha é ladeada por duas praias menores: Ondarreta é quase uma continuação para o oeste (terminando na escultura Wind Comb de Eduardo Chillada); Zurriola, além do Palácio Kursaal em Gros, é popular entre os surfistas. 

El Rompido, Huelva, Andaluzia

A Costa de La Luz, em Huelva, vai desde os hotéis espanhóis com tudo incluído, perto da fronteira portuguesa, até às dunas selvagens, a leste. No meio do caminho, em torno de El Rompido, há algo que lembra a antiga Devon: dourada, amada e arrumada, com golfe, lojas de balde e espadas, sebes aparadas e hotéis baixos que servem refeições em estilo buffet. A praia é longa, com areia de açúcar de confeiteiro, apoiada por pinheiros e trilhas, e pontilhada de chiringuitos (bares de praia) proporcionando sombra e pratos de famosos camarões de Huelva. O mar é calmo, graças à atração da estrela, um glorioso cuspe de 12 km – La Flecha – Flechamar (abril-outubro). Pristine, com uma espinha dorsal, tem mais duas praias (incluindo uma área de nudismo), mas não há instalações.

Playa de los Muertos, Almería

A árida e rochosa reserva natural de Cabo de Gata tem muitas praias espetaculares, mas o cenário dramático, quilômetro de areia fofa, águas turquesa cristalinas e riqueza de peixes e formações rochosas para fazer snorkel, mais do que compensam o nome (praia de os mortos) e o caminho curto e íngreme – ou um caminho mais longo e menos vertiginoso – até a costa. Na alta temporada, os vendedores vendem bebidas frias, mas isso é tudo, então vá preparado. Acesso, e um mirador (lookout), estão fora do AL-5106. Siga a estrada para o oeste e você chegará a Agua Amarga , uma joia sofisticada descalça de uma cidade litorânea. Stay Hotel Las Calas (dobra de € 65 B & B), com suas palmeiras, pérgulas e vista para o mar, é um tratamento à beira-mar a preços acessíveis.

Playa de Poo, Llanes, Astúrias

Continuando – não, encapsulando – o tema de grandes praias com nomes infelizes, é Poo. Os surfistas são mimados pela costa norte, mas as forças elementais que agitam as ondas também abrigam enclaves impressionantes e protegidos. Este refúgio de areia em um estuário é contido por altos muros de pedra, tornando-o calmo e fascinante. Na maré baixa, praticamente não há mar à vista; na maré alta, é uma piscina esmeralda, limpa, quente e rasa. Caminhos costeiros através de terras agrícolas levam a mais praias e, na maré baixa, Isla de Almenada. É uma opção descontraída, ideal para famílias com crianças pequenas. 

Aiguablava, Begur, Girona

Esta pequena praia com água azul-esverdeada, areia branca e locais para comer, beber e mergulhar, é reforçada pelo fato de ser uma das oito enseadas – todas com vários méritos (abrigadas, naturais, nudistas e muito mais) enfiadas como amuletos. da trilha costeira, o Camí de Ronda , abaixo Begur. O caminho tem quatro seções, e Aiguablava está ao sul da parte mais meridional, ligada à vizinha Fornells e Platja Fonda (isolada na base dos degraus do penhasco). 

Fique Hostal Sa Barraca (dobros de 67 € somente, sabarraca.com ), com vista para o mar do jardim, terraço e quartos, é uma opção relaxante, 2 km para o interior de Fornells.

Portugal

Protegida por um anel de falésias acidentadas, a tranquila baía de ferradura de Porto Côvo proporcionou uma vez um refúgio para os pescadores. A cidade vizinha vive em grande parte do turismo nos dias de hoje, mas suas ruas de paralelepípedos e casas de campo caiadas remontam a uma época em que barcos a remos e redes de pesca se alinhavam na costa. Na costa selvagem do Sudoeste Alentejano, Porto Côvo é um local popular para caminhadas – experimente a trilha circular marcada para o interior ou entre no deslumbrante penhasco da trilha dos pescadores até Vila Nova de Milfontes . 

Surfista solitária caminhando na praia cênica em Porto Covo, Portugal, Alentejo

Nazaré, Costa da Prata

á viu um vídeo de surfistas malucos rebocados por jet ski e depositados em ondas do tamanho de edifícios de 10 andares ? Se assim for, provavelmente foi filmado em Nazaré. Uma meca para os melhores (e mais malucos) surfistas do mundo, os enormes swells aqui fazem para um espetáculo de eyewatering. Mas não é tudo loucura Point Break: a praia principal também tem muito espaço para relaxar ao sol. Para uma vista fantástica do oceano, apanhe o funicular para o assentamento de O Sitio, a cidade velha da Nazaré. A uma curta viagem de carro ao sul, a praia de Peniche oferece uma experiência de surf um pouco mais calma e menos assustadora. 
Fique Zulla amigo do surf tem quartos individuais, duplos e compartilhados a partir de 20 €.

Praia da Falésia, Algarve

Leva um bom par de horas para caminhar de uma extremidade da suave e arenosa Praia da Falésia para a outra. Felizmente, a rota tem uma abundância de excelentes bares à beira-mar e restaurantes de frutos do mar para mantê-lo. No entanto, as sardinhas frescas e a cerveja gelada não são o único motivo para se divertir. Na maré baixa, é possível caçar conquilhas nos baixios. Os lírios de areia branca florescem na base dos distintos penhascos vermelho-escuros da praia. Aqueles com energia sobrando podem conferir as escolas de surf no extremo leste da praia. 

Coloridos, camas sol, sob, guarda-sóis palha, ligado, praia falésia, albufeira, algarve, portugal

Praia da Foz do Minho, Caminha

Na fronteira norte de Portugal com a Espanha, as águas rasas da Praia da Foz do Minho oferecem uma pausa das ondas do Atlântico. Na forma pirâmide da montanha Santa Tecla, possui um dos cenários mais impressionantes de qualquer praia do mundo. Um passeio pela floresta de pinheiros leva à atraente praia oceânica de Moledo; e um pequeno caminho para o mar é uma notável fortaleza insular do século XVII, outra festa para os olhos. 

Estadia Para uma bela vista do rio, experimente o charmoso hotel Villa Idalina da virada do século ( quartos duplos a partir de € 70 B & B), a alguns quilômetros acima do rio.

Praia dos Galapinhos, Setúbal

Se fosse o paraíso que os primeiros exploradores de Portugal partiram pelos oceanos para encontrar, poderiam ter salvado uma jornada. Porque na Praia dos Galapinhos, eles tinham o negócio real à sua porta: areias brancas, encostas arborizadas, águas cristalinas, espaço vazio, pôr do sol deslumbrante. Há apenas uma desvantagem (menor): o acesso é feito por um caminho rochoso e vertiginoso ou, na maré baixa, por uma corrida atlética ao longo da costa. A vantagem, claro, é que a praia é muito menos movimentada do que deveria ser. Embale tudo o que você precisa porque as oportunidades de reabastecimento são mínimas. 

Praia Galapinhos, Setúbal

10 dos melhores restaurantes de praia da Europa

Não há nada como comer peixe fresco com o cheiro do mar como acompanhamento. Escritores de viagens escolhem seus melhores restaurantes à beira-mar.

Chez Boulan, Lège-Cap-Ferret, França

O cardápio, como a decoração desta cabana de ostras de gerência familiar, é despojado: seis tipos de ostras, camarões vermelhos com maionese, búzios e patê de campo, acompanhados por cestas de pão e a escolha de vinho rosé ou branco. É isso aí. Mas as vistas do jardim e do pequeno cais de madeira são cinematográficas, estendendo-se sobre a Baía de Arcachon até a monumental Duna du Pilat.brilhando no horizonte. Chez Boulan encontra-se em barracos por essa península estreita, onde os fazendeiros de ostras operam há gerações, mas nos últimos anos acrescentaram mesas e cadeiras a seus galpões rústicos, enfeitaram seus jardins e abriram suas portas para a cidade. Bordelais elegantes que têm casas de férias aqui, e os daytrippers que vêm sobre a baía na balsa. O almoço (cerca de 20 euros por cabeça) tem o hábito engraçado de deslizar para o pôr-do-sol neste local.

Mais silencioso do que Brighton, mas com o seu próprio cais encantador e vistas panorâmicas do mar, Worthing está passando por algo de um revival. O Crabshack, inaugurado em 2015, está a poucos passos da beira-mar de seixos – em um dia ensolarado, pegue um lugar em um dos bancos no terraço. O menu que muda diariamente é pequeno e tudo é cuidadosamente preparado, por isso é difícil dar errado – mas o prato de peixe é uma estrela; é enorme, com um pouco de tudo, de fritto misto a coquetel de camarão old school e caranguejo vestido (£ 40 para dois). Coquetéis e vinho (incluindo vários da vizinha Ridgeview Estate) são igualmente de alto nível e há um barraco de sorvete no convés que serve premiado Marshfield Farm tarifa, também.

Leva apenas cinco minutos, mas a balsa de Sandbanks para a Isle of Purbeck é um passeio mágico, teletransportando você do sul da Inglaterra para o bucólico West Country. Quando a porta da proa se abre, à esquerda fica a praia dourada de Shell e à direita o restaurante Shell Bay. Parece uma cabana modesta do lado de fora, mas entra e você está flutuando acima de uma praia minúscula que olha através do porto de Poole cintilante, Ilha de Brownsea e as Colinas de Purbeck. O bar ao ar livre com sombra de árvore é perfeito para uma cerveja gelada e um lanche depois de um dia na praia do National Trust, que é popular, mas tão pouco desenvolvida que você não pode nem comprar um sorvete. O restaurante é um assunto mais sofisticado (alimentação a partir de £ 14,95) – embora os pés de areia ainda são bem-vindos – que serve lindamente apresentados ostras locais frescas, caranguejo e peixe no terraço junto à água ou na brisa.

Chez Boulan, Lège-Cap-Ferret, França

A ilha de Tjörn, no oeste da Suécia, tem uma incrível costa de rochas, ilhotas, praias e enseadas. E em uma pequena enseada fica um edifício de madeira pouco atraente com uma pequena varanda ao lado de uma praia de cascalho e pedregulho. Entre e o aroma de pão fresco o recebe: é uma padaria e um café. Pegue uma travessa de madeira e carregue. Há peixe, ovos, geléias e mel ao lado e suco de maçã local em uma caixa de vinho. Quase tudo é local, orgânico e caseiro. Então sente-se na janela ou no convés. Comer. Mais tarde, dar um mergulho ou caiaque. Alternativamente, basta deixar o café da manhã para o almoço.

Com o Atlântico batendo a poucos metros do terraço, este lugar, na praia da Costa Nova, fora de Aveiro, é perfeito para almoços longos e preguiçosos ou noites românticas com vista para o pôr-do-sol. Um edifício baixo em madeira e vidro, o Bronze serve peixe fresco local e marisco a preços razoáveis ​​para a definição. O ceviche (€ 8) é suave na boca, as amêijoas em azeite, alho, coentros e limão (€ 14) estouram com sabor e bifes de atum com puré de batata doce (€ 12) e concurso polvo (€ 15) estão entre os favoritos. Vale a pena manter espaço para o bolo de chocolate com morangos e manjericão (€ 4).

Uma grande faixa de areia varre a costa oeste da Jutlândia, finalmente alcançando o porto de pesca isolado de Hirtshals . Tome os passos da praia sobre o muro do mar e por perto, apenas dentro do porto, é o Fiskehus. No verão há muitas mesas e uma escotilha de serviço, onde os clientes pedem uma variedade de frutos do mar, a maioria baseada em smørrebrød, o sanduíche aberto. Os pratos incluem skaldyrsplatte , que é lagosta, garras de caranguejo, camarões e mexilhões servidos com molho caseiro, fatias de baguete e manteiga. Também vale a pena experimentar o stjerneskud favorito local , “shooting star”, um sanduíche criado para marcar a visita de Yuri Gagarin a Copenhague em 1962, um ano depois de ele ter se tornado o primeiro homem no espaço.

Jantar com os pés quase na areia e o suave silêncio das ondas, enquanto a música de fundo contribui para uma noite romântica em La Caletta, na ilha de Sant’Antioco , na Sardenha . Mas mesmo sem esse cenário, o cardápio de peixes direto das águas verde-esmeralda da pequena cidade de Calasetta, no norte da ilha, seria memorável. Experimente um antipasto de mexilhões em molho de tomate com sabor vívido (€ 10); “Carbonara do mar” (€ 14) com atum e peixe-espada fumado em vez de bacon; polvo com puré de batata; ou tartare de atum com hortelã, limão e avelãs (€ 20). Há muitas opções veganas, e as pizzas a lenha (a partir de € 5) são excelentes. Se você tem espaço para a sobremesa, vá para um tradicional seadas , um volume de negócios frito recheado com pecorino fresco azedo e nadar em mel e limão.

Número de casas vazias na Inglaterra sobe para mais de 216.000

Residências vagas de longo prazo agora respondem por £ 53,6 bilhões em propriedades, segundo análise.

O número de casas vazias em toda a Inglaterra subiu pelo segundo ano consecutivo para mais de 216.000, o nível mais alto desde 2012, segundo dados oficiais.

O número de propriedades vagas de longo prazo – aquelas vazias por pelo menos seis meses – subiu 5,3%, para 216.186 nos 12 meses até outubro, de acordo com o Ministério da Habitação, Comunidades e Governo Local . É o nível mais alto desde 2012, quando 254.059 propriedades estavam desocupadas.

O aumento se compara com um aumento de 2,6% no ano anterior – antes disso, o número de casas vazias havia caído a cada ano desde 2008.

Análises feitas pelo construtor modular de casas e escolas Project Etopia mostram que residências vagas de longo prazo agora respondem por 53,6 bilhões de libras em propriedades na Inglaterra.

Uma fileira de casas terraced boarded-acima em Wavertree, Liverpool.

As cidades e vilas costeiras, lideradas por Portsmouth, registraram o maior aumento percentual em casas vazias de longo prazo: o número mais que dobrou para 939 no ano até outubro.

Hartlepool, no norte da Inglaterra, teve a segunda maior alta, com alta de 53,8%, para 726, enquanto Eastbourne, na costa sul, registrou o terceiro maior aumento, subindo 48,4%, para 518.

O número de casas vazias de longo prazo em Londres também subiu 11%, para 22.481 – o equivalente a 10,7 bilhões de libras esterlinas.

Fora da capital, Birmingham teve o maior número total na Inglaterra, com 4.283 lares vagos de longo prazo, um pouco acima dos 4.280; seguido por Durham com 4.130, Bradford com 4.090 e Liverpool com 3.889. No entanto, em Durham e Liverpool, o número de casas vazias caiu 9% e 4,8%, respectivamente.

O presidente-executivo do Projeto Etopia, Joseph Daniels, disse: “O número teimosamente alto de casas vazias está agravando os problemas profundamente arraigados do mercado imobiliário, com a falta de suprimento permanecendo um fator-chave dos altos preços e da baixa acessibilidade.

“Novas casas não estão sendo construídas com rapidez suficiente e o constante espectro de propriedades abandonadas agrava um mercado já difícil”.

Em Londres, Southwark, com 1.766 propriedades vagas, possuía o maior número de casas vazias. Croydon, ao sul da capital, tinha o segundo maior número de casas vazias de longo prazo com 1.521, seguida por Camden no norte, com 1.210.

Kit Malthouse, o ministro da Habitação, disse: “As autoridades locais têm uma gama de poderes à sua disposição para lidar com casas vazias de longo prazo, e espero que façam total uso delas para que todos tenham um teto sobre suas cabeças.

“Todas as autoridades locais na Inglaterra têm o poder de cobrar casas que estão vazias há pelo menos dois anos, um acréscimo de 50% em sua conta de imposto municipal, e agora, a partir de abril, podem aumentar para 100%.”